Compartilhando idéias para alcançar a liberdade financeira.

Posts marcados ‘IGMI-C’

IGMI-C – Índice Geral do Mercado Imobiliário – Comercial

Conforme divulguei no twitter nesta sexta-feira, dia 11/02/2011, A BM&FBOVESPA e a Fundação Getúlio Vargas (FGV) lançaram o primeiro indicador de rentabilidade do setor imobiliário brasileiro: o Índice Geral do Mercado Imobiliário – Comercial, o IGMI-C. Veja abaixo as características do novo índice segundo a própria BM&FBovespa:

Objetivo do Índice

O objetivo do novo indicador é tornar-se uma referência de rentabilidade de imóveis comerciais – escritórios, hotéis, shoppings e outros -, contribuindo para que os investidores tenham maior transparência em relação à formação dos preços de compra, venda e locação.

Cálculo do Índice

O novo indicador é calculado com base em informações fornecidas por um grupo de participantes envolvendo investidores institucionais e empresas ligadas ao setor imobiliário, tais como entidades de classe, consultores, administradores e gestores de carteiras imobiliárias, incorporadores e outros. A série histórica desta divulgação vai de 2000 ao final de 2010. No último trimestre de 2010, a amostra contou com 190 imóveis individuais, divididos entre escritórios comerciais, shopping-centers, estabelecimentos comerciais, hotéis, imóveis industriais e de logística, e outros.

Série Histórica

A BM&FBovespa disponibilizou livremente os dados trimestrais do IGMI-C desde 2000 em seu próprio site. Desde modo, pude compilar os dados históricos em um gráfico que ajuda a entender a evolução do índice, assim como as variações trimestrais.

Gráfico Histórico

clique na imagem para ampliar

IGMI-C acelera após 2008. Ao olhar a evolução do índice (linha em azul) podemos perceber que até o final de 2007 ele estava em um crescimento constante. Porém, após o ano de 2008 esta linha parece tomar a forma de uma exponencial, com maior inclinação.

IGMI-C x CDI (2000-2010)

Maior Retorno. O retorno em excesso para o IGMI-C ficou praticamente 5% acima do retorno do CDI quando comparamos os dois índices no período de 2000-2010, levando em conta o a média do retorno anual. Entretanto, notem o rápido avanço do índice após 2008, com rentabilidades acima de 27% enquanto o CDI apresenta rendimentos cada vez menores.

Apenas por curiosidade, como estariam estes mesmo números se desconsiderássemos o forte avanço nos últimos 3 anos?

IGMI-C x CDI (2000-2007)

Analisando desta forma o IGMI-C apresentou um retorno médio anual inferior ao CDI no período de 2000-2007.

Bolha Imobiliária? Será que os últimos 3 anos (2008-2010) foram responsáveis por criar uma bolha nos imóveis comerciais no Brasil? A resposta não é fácil…mas alguns números começam a indicar que se ela já não está formada, pode estar em um bom caminho de formação. Prudente é o investidor que diversifica entre vários ativos e não fica a mercê deste tipo de dúvidas.

Conclusão:

A criação do IGMI-C veio em um ótimo momento, indicando uma maior preocupação da própria BM&FBovespa em acompanhar variados tipos de investimentos. Futuramente, podemos esperar um índice semelhante para o mercado residencial e um índice que englobe todos os Fundos Imobiliários do Brasil e, quem sabe, um ETF (Exchanged Traded Funds) que espelhe a rentabilidade destes fundos.

%d blogueiros gostam disto: