Compartilhando idéias para alcançar a liberdade financeira.

Na Parte I deste artigo sobre os melhores fundos de investimentos vimos 4 fundos multimercados que, na minha opinião, são um dos melhores neste segmento, conclusão feita a partir de uma análise de importantes fatores na escolha de um bom fundo de investimento.

Na Parte II iremos analisar demais fatores fundamentais para uma escolha bem embasada nos fundos de investimento, como os relatórios com análises do gestor e a consulta da alocação atual do fundo.

  • A composição de juros no longo prazo

Antes de analisarmos fatores específicos sobre os Fundos Multimercados gostaria de enfatizar a importância de um investimento de longo prazo. Com paciência, disciplina e muito estudo podemos ter resultados fantásticos. Veja o caso abaixo em que simulei um investimento inicial de R$ 10.000 com aportes mensais de R$ 1.000 no fundo CSHG Verde, desde o seu início.

Perceba que no longo prazo pequenos valores, aliados à uma rentabilidade acima do CDI fazem milagres. Com R$ 10.000 de capital inicial e aportando apenas R$ 1.000 por mês, um investidor teria um resultado de mais de R$ 2 milhões ao longo de 13 anos.

Portanto, comece a planejar seus investimentos hoje. No longo prazo, a recompensa será alta.


  • Gráfico da Rentabilidade Histórica dos Fundos Multimercados x CDI:

Seguindo basicamente o mesmo padrão da análise acima observemos o quanto R$ 10.000 investidos (desta vez sem aportes) no início de cada um destes 4 fundos multimercados se tornariam até hoje.

1. CSHG Verde

Um investimento de R$ 10.000 no fundo CSHG Verde tornariam-se mais de R$ 500.000 ao longo de 13 anos. Portanto, você estaria multiplicando seu patrimônio por 50x, ou uma rentabilidade acumulada de 4900%. Nada mal não é mesmo?

O CDI teria multiplicado o dinheiro do investidor em “apenas” 9x.

2. Gap Multiportfólio

Um investimento de R$ 10.000 no fundo Gap Multiportfólio tornariam-se quase R$ 50.000 ao longo de 9 anos. Diferentemente do fundo Verde, este fundo não sofreu com a crise, conseguindo valorização de 8,12% no ano de 2008.

3. Gávea Diversificado

Um investimento de R$ 10.000 no fundo Gávea Diversificado tornariam-se mais de R$ 20.000 ao longo de 5 anos.

Este é o único fundo de nossa lista que ficou atrás de seu benchmark (índice de referência), o CDI, durante determinado período, no caso, na crise de 2008.

Em 2008, a rentabilidade do fundo foi de -0,42%.

4. Modal Eagle 60

Um investimento de R$ 10.000 no fundo Modal Eagle 60 tornariam-se mais de R$ 20.000 ao longo de 4 anos.

O Modal Eagle 60 foi o fundo em nossa análise que obteve a melhor rentabilidade em 2008, ano que marcou a intensificação de uma das maiores crises financeiras já presenciadas. Sua rentabilidade neste ano foi de 17,77%.

  • Relatórios e Análises dos Gestores

Se você pensa como eu, só rentabilidade não basta. É preciso saber quais foram as decisões tomadas pelo gestor e qual é o seu posicionamento sobre a economia, sobre possíveis cenários futuros.

Se tivéssemos que escolher apenas um quesito para avaliar o desempenho dos fundos eu certamente ficaria com a elaboração de um relatório mensal detalhado e rico em conteúdo. No curto prazo, mesmo ótimos gestores podem ter mau desempenho. Entretanto, no longo prazo, a habilidade prevalece sobre a sorte.

Portanto, analisar os relatórios dos fundos elaborados por uma equipe de pesquisa especializada e contendo as observações do gestor é fundamental para poder se avaliar o sucesso no longo prazo de um fundo.

E não é à toa que sou fã de carteirinha do CSHG Verde e de seu gestor, o Luís Stuhlberger. Os relatórios do fundo são simplesmente magníficos. Costumo brincar: Quer aprender economia? Então não leia jornal, mas por favor, leia os relatórios do Stuhlberger.

Também existem outras fontes de relatórios que valem a pena serem lidos. Deixarei abaixo a minha pequena lista. Para economizar o tempo de vocês, prezados leitores, disponibilizo para download todos os relatórios que tenho do Credit Suisse e da Legg Mason. (veja as opções abaixo)

Caso tenham alguma indicação de leitura não hesitem em compartilhar conosco. Utilize a caixa de comentários e expresse sua opinião!

1. Relatórios do Fundo CSHG Verde – Aqui está a nata das análises macroeconômicas e de investimento. Não deixem de acompanhar os relatórios, pois, além de aprender sobre economia e investimentos, você poderá entender como funciona a mente de um dos maiores, senão o maior, gestor do Brasil.

2. Relatórios CS Allocation – É um relatório que engloba o desempenho dos fundos Credit Suisse e traz ainda ótimas análises sobre investimentos e economia. (Para acessá-lo selecione o período desejado e clique em “Fundos Allocation” e escolha “Credit Suisse”.

Clique no link abaixo e baixe todos os relatórios Credit Suisse:

Clique para baixar (RAR)


3. Relatórios Legg Mason – Não chega a ser tão elaborado quanto os relatórios do Verde, porém, contém uma boa seção em sua abertura com gráficos mostrando importantes aspectos do panorama do mercado. Vale notar que, embora os relatórios sejam bons, a Legg Mason não possui, na minha opinião, fundos que se destacam em nenhum setor, seja multimercado, ações ou Renda-Fixa.

Clique no link abaixo e baixe todos os relatórios Legg Mason:

Clique para baixar (RAR)

4. Comentários Diários Gap – Não é um relatório. Porém, é uma forma de acompanhar os principais indicadores da economia através de gráficos atualizados pela equipe da Gap. É possível cadastrar seu e-mail no site deles para receber diariamente os comentários.

Entrentanto, analisando relatórios nem sempre é possível saber o porquê e onde o gestor está investindo o dinheiro de seus cotistas. Portanto, é recomendável analisar a carteira do Fundo para entender qual é a alocação padrão do fundo e suas estratégias de investimentos.

  • Como visualizar a carteira dos Fundos de Investimentos?

Podemos ter acesso as carteiras de qualquer fundo de investimento tendo apenas uma única informação de domínio público, o CNPJ do Fundo. Com esta informação podemos acessar este link da CVM e consultar qual é a alocação passada e atual dos Fundos de Investimentos.

Procedimento: Digite o CNPJ do fundo desejado e o número de verificação. Clique em continuar. Clique em composição da carteira e pronto! Você terá acesso a composição detalhada da carteira do Fundo.

Seguem abaixo os CNPJs necessários para visualizar a carteira de nossos fundos analisados.

1. CHSG Verde: 07.455.507/0001-89

Destaque: Maior posição em ações – DASA3 com 3,723%

Obs: Notem lá no final da página da alocação do fundo que existem algumas posições que o administrador do fundo solicitou sigilo. Esta opção serve para manter uma certa confidencialidade em algumas posições recentes do fundo.

2. Gap Multiportfólio: 07.808.300/0001-40 (obs: só achei disponível o CNPJ do Multiportfólio 30)

Informações foram omitidas do investidor por solicitação do administrador. Infelizmente não é possível ter acesso à nenhuma alocação do fundo…

3. Gávea Diversificado: 06.170.915/0001-21

O Fundo é na verdade um Fundo de Fundos, ou seja, investe em outros fundos, como: Macro Gávea, CSHG Verde 90, Ventor Hedge, etc.

4. Modal Eagle 60: 07.838.598/0001-31

Destaque: Maior posição do fundo – 50,771% na NTN-B com vencimento em 2011.

Finalizando este artigo sobre análise dos Fundos de Investimentos disponibilizo abaixo um gráfico, conforme prometido, da rentabilidade acumulada ao longo de 2010 dos Fundos Multimercados, do CDI e da minha carteira pessoal (HC).

  • Fundos Multimercados e CDI x HC Investimentos

Trace metas para seus objetivos. Gosto de comparar meus rendimentos com os melhores Fundos Multimercados do Brasil pois eles me dão a inspiração necessária para conseguir bons resultados no longo prazo, buscando maximizar o retorno e minimizar o risco.

Minha maior meta é ter desempenho acima do CDI no longo prazo, algo em torno de 150% do CDI. Notem que minha rentabilidade divulgada já envolve todos os custos envolvidos como corretagens, custódia, taxas de administração, impostos. Portanto, é um retorno líquido, diferentemente dos Fundos em que o cotista ainda deve pagar imposto e possivelmente uma taxa de performance.

Comentários. Janeiro foi um mês muito ruim para a Bolsa, que caiu 4,65%. Fiquei muito feliz em ter um rendimento líquido de 1,78% neste mês. Tinha em mente que seria o melhor entre minhas referências. Porém, como vocês podem ver no gráfico, subestimei o meu fundo favorito, o CSHG Verde, que conseguiu impressionantes 3,71% no mês. Acessem o relatório do fundo referente a este mês e vejam a estratégia utilizada.

Nos próximos 3 meses, a partir de fevereiro, consegui ficar em 1º lugar no meu ranking pessoal, voltando para a terceira colocação após o último mês de junho.

Farei deste gráfico uma constante aqui no blog. Em toda atualização mensal trarei a evolução desta comparação entre investimentos. Vamos ver como irá terminar o mês de julho/2010. Acha que conseguirei me manter novamente na liderança? Não perca atualização mensal da carteira HC Investimentos!

  • Bônus – 5 Fundos Multimercado que descobri recentemente e os fundos citados por nossos leitores.

1. JGP Hedge (Acesse o site do fundo)

Retorno Anualizado: 21,83%

Volatilidade Anualizada: 3,11%

Retorno em %CDI: 136,65%

Índice Sharpe: 1,87

2. Mapfre Inversion – Indicado pelo leitor TBB – (Acesse o site do fundo)

Retorno Anualizado: 18,90%

Volatilidade Anualizada: 4,22%

Retorno em %CDI: 189,03%

Índice Sharpe: 1,69

3. Oportunity Total Market – Indicado pelo leitor Marcelo – (Acesse o site do fundo)

Retorno Anualizado: 23,59%

Volatilidade Anualizada: 4,22%

Retorno em %CDI: 131,64%

Índice Sharpe: 0,27

4. Ventor Hedge (Acesse o site do fundo)

Retorno Anualizado: 24,64%

Volatilidade Anualizada: 5,78%

Retorno em %CDI: 242,06%

Índice Sharpe: 1,79

5. Azul Quantitativo (Acesse o site do fundo)

Este é um fundo muito novo de um companheiro de fórum, Roberto Denadai, que costuma postar no Investidor Agressivo. É um fundo que utiliza estratégias quantitativas e já parece estar tendo um ótimo desempenho. Desde seu lançamento em 09/04/2010 o fundo fechou julho com uma rentabilidade acumulada de mais de 15%. Vale a pena ficar de olho!

Acompanhe o site HC Investimentos em diversas mídias sociais:



Comentários em: "Os Melhores Fundos de Investimentos [Parte II]" (16)

  1. […] HC Investimentos Compartilhando idéias para alcançar a liberdade financeira. Pular para o conteúdo InícioConsultoria FinanceiraContatoLivros RecomendadosSobre o AutorSobre o Site ← Como Calcular a Rentabilidade dos Fundos Imobiliários? Guia Prático Os Melhores Fundos de Investimentos [Parte II] → […]

  2. Uauuu!!!

    *EXCELENTE* artigo, Henrique! Esse comparativo dos melhores fundos, aliado às simulações de investimentos, bem como às dicas para pesquisá-los na CVM, torna esse um dos melhores textos que já li aqui no HCI.

    Pesquisa madura e com pontos bastante oportunos para reflexão. Considero particularmente útil a busca de um objetivo, tendo como parâmetro um índice de referência. Nesse caso, o CDI líquido – como você bem faz – é o benchmark a ser considerado, ainda mais quando se sabe que a nossa SELIC está superior a 10% a.a., e a inflação ainda se situa no patamar ao redor de 5% a.a., permitindo, desse modo, um ganho real de aproximadamente 0,5% a.m. O que vier acima disso, obviamente, é lucro. 😀

    Parabéns pelo trabalho!

    É isso aí!
    Um grande abraço, e que Deus os abençoe!

    • Henrique Carvalho disse:

      Guilherme,

      Muito obrigado pelos elogios meu amigo!

      Creio que a busca pelo aperfeiçoamento só pode vir com metas, planejamentos e uma precisa medição.

      Metas para traçar um objetivo a ser alcançado.

      Planejar para não ser pego de surpresa pelo mercado.

      E uma precisa medição para saber realmente o quanto se está avançando.

      Seguimos em busca do Aplha!

      Grande Abraço!

  3. HC Parabéns pelo post de análise dos fundos de investimentos multimercados, escrita simples, educativa e imparcial.

    Sobre a recomendação do Inversion o fundo tem realmente se destacando, e em minha opinião a sua melhor característica é seu resultado consistente, o fundo nunca fechou um mês no vermelho e obteve ótimo rendimento em 2008.

    Esse ano esta com um resultado um pouco modesto, porém maior do que muitos concorrentes.

    Até 30 Junho alta de 5,12%

    • Henrique Carvalho disse:

      Olá TBB!

      Este foi um fundo que realmente me chamou atenção. Rentabilidade alta e constante, baixa volatilidade e alto índice sharpe.

      Já o coloquei nos meus multimercados favoritos.

      Muito obrigado pela indicação!

      Grande Abraço!

  4. Fantástico trabalho, Henrique!

    Mais uma vez, parabéns!

  5. Henrique, essa é minha primeira vez visitando seu site. Sou jovem, assim como você. Tenho 20 anos.

    Só queria saber se você levou em consideração as taxas que fundos de investimento têm, para fazer esses estudos de rentabilidade. Por exemplo, seu fundo favorito (CSHG Verde) tem uma taxa de administração de 1,5% ao ano e de performance de 20% do que exceder o CDI.
    Esse é um dos motivos que eu não gosto de fundos. Além dessas duas taxas sempre presentes, alguns ainda têm taxas “escondidas” como a “taxa de saída”.

    • Henrique Carvalho disse:

      Olá José!

      Seja muito bem-vindo ao blog! Acompanhe-me através das redes sociais para receber novos conteúdos assim que eles forem disponibilizados aqui no site:

      RSS | Facebook | Twitter

      A taxa de administração já está inclusa na rentabilidade dos fundos, porém, a taxa de performance não, pois depende de quando o investidor faz o aporte, já que ela incide após 6 meses sobre o rendimento em excesso em relação a um benchmark (no caso o CDI).

      São custos que é preciso ficar atento. Quem não tem tempo para administrar seus próprios investimentos e não tem conhecimento nesta área o custo dos fundos pode acabar compensando.

      Obrigado pelo comentário! Continue conosco!

      Abraços!

  6. Marcelo Seabra disse:

    Olá Henrique,
    É a primeira vez que visito seu blog e realmente esta muito bom e com informações objetivas e de boa qualidade. Sou npvo no mundo dos investidores e gostaria de pedir uma orientação, acho que ajudaria muitos e também a mim. Voce poderia orientar como alguém que investe em ações por homebroker, fazendo várias compras e vendas no mês, a calcular sua rentabilidade mensal líquida?
    E Mais uma vez, Parabéns por seu Blog.

    • Henrique Carvalho disse:

      Olá Marcelo!

      Obrigado pelos elogios! Aproveite para conhecer melhor o blog, com informações sobre diversos temas, além da divulgação de resultados que faço da minha carteira pessoal de investimentos mensalmente.

      O assunto calcular a rentabilidade eu pretendo abordar em um post futuro, disponibilizando uma planilha que fará todas estas contas para você. Já está na fila dos futuros posts.

      Grande Abraço!

  7. Ricardo Alencar disse:

    Olá Henrique. Parabéns pela iniciativa.Conteúdo bastante didático a respeito de um assunto que interessa a todos inclusive a pequenos investidores como eu. Gostaria apenas de pedir que centralizasse suas análises em fundos com menor aporte inicial (R$ 5mil a R$10mil) de maneira que o pequeno investidor pudesse se beneficiar melhor das informações.Se possível ainda comentar sobre o Fundo Mcap Mach FIM que a meu ver vem se destacando em termos de rentabilidade com menor volatilidade. Muito obrigado.

    • Henrique Carvalho disse:

      Olá Ricardo!

      Obrigado pelos elogios!

      Dei uma olhada no fundo citado e parece interessante. Ótimo Sharpe e resultados consistentes.

      Abraços!

  8. HELLISSON disse:

    OLA HC TENHO ALGUMAS DUVIDAS QUE AINDA NAUM ENTENDI APESAR DE JÁ ME EXPLICAREM:

    QUAL A DIFERENÇA ENTRE CDI E TX SELIC? ……..QUE CONFUZÃO

    O QUE QUER DISER ACIMA DO CDI?

    SEI QUE A POUPANÇA RENDA 0,5% AO MÊS, ENTÃO DEVERIA RENDER 6% AO ANO (12 X 0,5) CERTO? ENTAUM PORQUE ANO PASSADO ELA RENDEU 6,92%?

    VC PODIA ME INDICAR ALGUMAS ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTO NA POUPANÇA?

    COMO É PAGO A TX. ADM DOS FUNDOS DE INDICES….ME CITA UM EXEMPLO…

    QUAL A DIFERENÇA DE DIVIDENDO E JCP?

    É POSSÍVEL ALUGAR E LANSSAR OPÇÃO DE COTA ETF?

    É POSSÍVEL EU RECEBER OS DIVIDENDOS DE ETF EMCONTA CORRENTE?

    GOSTARIA DE SABER (MATEMATICAMENTE) QUAL O EFEITO DOS PAGAMENTOS DE DIVIDENDOS NO VALOR DA COTA ETF:

    UM ETF QUE TENHA 10 EMPRESAS QUAISQUER…COM PESO DE 10% CADA UMA…EM UM DADO ANO, AS COTAS NAO VALORIZARAM NADA, NEM SE QUER HOUVE NEGOCIOS…POREM UMA DELAS PAGOU DIVIDENDOS SENDO O DY 5%…NESSE CASO A VALORIZAÇÃO DA MINHA COTA SERIA DE QUANTO? JA QUE OS ETF’S REINVESTEM TODOS OS DIVIDENDOS RECEBIDOS, COMO FICARIA O PESO DAS EMPRESAS APÓS O REINVESTIMENTO?

    SEI QUE O OURO DISPAROUM ESTE ANO……VALE A PENA INVESTIR 100% DO CAPITAL EM OURO?

    QUE CONCELHO VC ME DA PARA INVESTIR R$ 300.000,00 ??

    VC INVESTI NA FAIXA DE QNTO POR MÊS?

    E ATUALMENTE POSSUI UM PATRIMONIO DE QNTO?

    PECO URGÊNCIA NA RESPOSTA POIS TENHO PRESSA.

    OBRIGADO PELA ATENÇÃO!

  9. Olá Henrique,

    Fico feliz que você tenha citado o Azul Quantitativo.

    Apenas para elucidar, as cotas e rentabilidades divulgadas já são livres de taxa de administração e taxa performance.

    A performance é cobrada semestralmente, sempre em 1 de julho e 1 de janeiro, independente da data de aplicação do cotista. Se um investidor aplicou por exemplo em 01 de novembro de 2010, ele vai pagar apenas a performance que exceder o CDI no período da sua aplicação, ou seja de 01 de novembro até 31 de dezembro

    Abraços e parabéns pelo artigo

    Roberto Denadai

    • Henrique Carvalho disse:

      Grande Denadai!

      Obrigado pelas informações! Confesso que desconhecia o modo de aplicação da taxa de performance. Tinha em mente que ela era sempre cobrada de 6 em 6 meses após a aplicação do cotista. Além de mais prática, a cobrança nestas datas específicas facilita o entendimento para o investidor.

      Fiz questão de citar o Azul Quantitativo por diversos motivos:

      1. Sempre apreciei o modo como você, mesmo com sua vasta experiência no mercado, tratava as dúvidas de iniciantes (me incluindo nestes) no fórum. Ademais, suas respostas sempre eram prestativas, práticas e objetivas, como todas deveriam ser! Inclusive, sua entrevista no fórum foi espetacular. Sem dúvida, uma de minhas favoritas!

      2. Acompanhei toda a complicação e demora que é lançar um fundo de investimentos no Brasil. Seus relatos, o período de não-divulgação. Foi bem legal este contato mais próximo, raro hoje em dia.

      3. Sua experiência em modelos quantitativos. Uma novidade para mim e que aprecio bastante o modo como você explica seu funcionamento.

      4. Rentabilidade do Azul Quantitativo. Dados atuais (11/02/2011) mostram rentabilidade de 30,51% desde o início contra apenas 8,65% do CDI e -9,58% do Ibovespa. Parabéns a toda equipe pelos resultados!

      5. Embora não possa prever o futuro, eu acredito muito no potencial do fundo e tenho em mente que continuará superando o CDI com boa margem (200% do CDI no longo prazo seria um valor excelente!)

      Muito obrigado pela visita aqui no blog Denadai! Espero fazer uma nova avaliação sobre os principais fundos multimercado do Brasil ainda este ano, com informações bem detalhadas, avaliando diversos índices de performance e espero ver o Azul Quantitativo “bem na fita”! 😉

      Muito legal seu blog sobre aquarismo. Vi as fotos no blog estrangeiro citando seu aquário. Muito legal!

      Grande Abraço e Sucesso!

Deixe uma resposta para Henrique Carvalho Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: