Compartilhando idéias para alcançar a liberdade financeira.

  • O que é risco?

O conceito de risco em investimentos tem significado diferente para as pessoas. Para alguns risco expressa volatilidade, para outros expressa a possibilidade de perder dinheiro.

É fácil entender porquê a maioria pensa em risco como a possibilidade de perder dinheiro. Quando o mercado cai bastante é a primeira notícia do jornal. Nada atrai mais atenção do que o saldo diminuindo na conta delas.

A volatilidade é expressa pelo sobe e desce do portifólio e é o conceito de risco mais usado no meio acadêmico e nas pesquisas no mercado financeiro.

Volatilidade é medida em unidades de desvio-padrão (σ). Quanto maior o valor, maior o desvio padrão. Em inglês: Standart Deviation (SD).

Em um exemplo, tomando a média de retorno de um investimento em 5% e um desvio padrão de 10%. Em uma distribuição normal (1 desvio) há uma chance de 68% do retorno estar entre -5% e +15%.


Para exemplificar usaremos dados do mercado americano entre 1955-2004 (retirado do livro All About Asset Allocation)

Retorno e Volatilidade
Retorno e Volatilidade

Percebemos que variações no retorno maiores indicam riscos (volatilidade) maiores. Isso vai de encontro ao velho axioma do mercado: There´s no such a thing as a free lunch. Ou seja, não há almoço grátis. Em busca de retornos maiores nós devemos correr riscos maiores.

Tenho certeza que vocês perceberam que a média do retorno simples (divisão do retorno total pelo período, no caso 50 anos) e o retorno composto das Treasurys Bills (semelhante as LTNs aqui) são iguais. Isso é devido à volatilidade menor.

Uma maior volatilidade implica em uma perda maior da média simples, enquanto uma volatilidade baixa mantém a média simples e composta próximas. Caso não tenha ficado totalmente claro esta perda entre as médias de retorno simples e composta, vou repetir a imagem do post anterior.

Volatilidade_Perda entre Média Simples e Composta

Volatilidade_Perda entre Média Simples e Composta

O portifólio A, como não teve variação no seu retorno nos 2 anos, conseguiu ter uma média composta semelhante à média simples. Porém, o portifólio D, mesmo mantendo a mesma média simples de 5%, teve um retorno composto de 3,9%. Essa “perda” de retorno é resultado de uma volatilidade maior.

Este é um conceito importante! Reduzir a volatilidade de nosso portifólio faz com que possamos continuar firmes com nosso plano de investimento, sem que tenhamos grandes surpresas em nossas contas.

No próximo post falerei sobre o método que utilizo em meus investimentos, a Alocação de Ativos (Asset Allocation).

Anúncios

Comentários em: "Risco: Conceitos e Definições" (4)

  1. Anônimo disse:

    Muito bom o seu post. Mostrou bem como a volatilidade pode diminuir a rentabilidade de um porfolio de investimentos. Por isto a importancia de usar instrumentos para diminuir a volatilidade como a asset allocation

    Abs

    • Henrique Carvalho disse:

      Olá amigo!

      Muito obrigado pelo comentário!

      Nos próximos artigos irei mostrar em detalhes os benefícios do método da Alocação de Ativos (Asset Allocation).

      Espero que aprecie!

      Abraços!

  2. […] à Alocação de Ativos (Asset Allocation) Como disse anteriormente, eu utilizo o método de Alocação de Ativos para guiar meus investimentos. A primeira vez que li […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: